Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de julho de 2011

CONDUMOTO: URGENTE COMUNICADO DO SINDIMOTOSP

                                              
   
CONDUMOTO          ATENÇÃO

NOTA PARA OS MOTOFRETISTAS E EMPRESAS DE MOTOFRETE


O SINDIMOTOSP, com apoio da Deputada Federal Aline Corrêa (PP/SP), "Madrinha dos Motociclistas Profissionais em São Paulo", reuniu-se em 07/06/11 em Brasília, com o presidente do CONTRAN e Diretor do Denatran, Dr. Orlando Silva. Na pauta o sindicato apresentou ao diretor os problemas enfrentados para regulamentar à categoria.


O SINDIMOTOSP afirmou na ocasião que os profissionais querem a Regulamentação do serviço de Motofrete, porém, em razão da necessidade de orientar o setor quanto à fiscalização por parte dos órgãos de trânsito, solicitou prazo maior para que as novas Resoluções entrem em vigor, a fim de dar tempo para a adequação e organização da categoria, através de campanhas de orientação para o setor, tornando-o modelo para o resto do Brasil.


O SINDIMOTOSP informa ainda que, apesar da Resolução 350 do CONTRAN, em vigor desde 14 de dezembro de 2010, que regulamenta o curso de 30 horas, o Detran SP ainda não possui o credenciamento de nenhum centro de formação de condutores, entidade de ensino e sistema S, para ministrar o curso no Estado, em virtude da baixa demanda de interessados.


O Presidente Gilberto Almeida dos Santos - Gil, está engajado também programa "Década de Segurança 2011-2020" que visa a diminuição dos números de acidentes envolvendo motociclistas profissionais.


Agradecemos o empenho da Deputada Federal Aline Corrêa em defesa das causas de uma categoria que movimenta a economia de São Paulo, embora na maioria das vezes, se depare com condições de trabalho precárias, insalubres e periculosas.


REUNIÃO DTP


O SINDIMOTOSP, após intensas reuniões com a diretoria do DTP, conseguiu junto ao Departamento de Transporte Público da Prefeitura de São Paulo que fossem convocados os 5.583 motofretistas que tem o CONDUMOTO BLOQUEADO, para que junto ao órgão, possam reativar seu condumoto.


Esta nova proposta do SINDIMOTOSP, ira agilizar os procedimentos dos motofretistas que tem o CONDUMOTO BLOQUEADO para legalizar seus veículos para placa vermelha e espécie carga.


Os documentos necessários para comparecerem ao órgão são:


>>Taxa de renovação do DTP: R$ 25,30
>>Carteira Nacional de Habilitação - CNH, categoria "A", expedida há pelo menos 01 (um) ano (original e xerox);
>>Certidão de Distribuição Criminal da Comarca da Capital - original: R$ 14,00
>>Certidão de Distribuição e Execuções Criminais junto a Justiça Federal-original: Grátis - internet
>>Certidão da Vara de Execuções Criminais na Comarca da Capital - original / assinalada opção: certidão positiva de execuções criminais: R$ 14,00.
>>Certidão de Prontuário para fins de DIREITO expedido pelo DETRAN-original: R$ 17,00
>>Extrato de pontuação do condutor expedido pelo DETRAN-original: Grátis - internet
>>Comprovante de endereço - original e xerox
Duas fotos 2x2;


>>Valor Total: R$ 70,30


OBS: Quando houver anotações nas certidões de execução e/ou distribuição criminal apresentar certidão de objeto em pé e/ou execução penal explicativas - original


O DTP - Departamento de Transporte Publico da Prefeitura de São Paulo, está convocando também os 2.504 motofretistas que tem o CONDUMOTO ATIVO para comparecer junto ao órgão para legalizarem seus veículos para placa vermelha e espécie carga.
Anteriormente a esse procedimento, somente quem tem o CONDUMOTO ATIVO, e que pode legalizar sua moto para placa vermelha espécie carga.


Com esse novo acordo mais de 8.000 motofretistas poderá legalizar sua moto para placa vermelha-espécie carga.


Mais informações ligue para 3337-5879 / 3331-5699 / 3333-3601


FONTE: SINDIMOTOSP. PARA ACESSAR A PÁGINA DO SINDICATO CLICK >>  AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário